princípios basicos do pilates

O objetivo dos princípios básicos é tornar os exercícios seguros e eficientes, trazer consciência corporal, aliviar as tensões, prevenir lesões e aumentar a capacidade funcional dos praticantes, através da consciência correta dos princípios e movimentos fundamentais do pilates.

RESPIRAÇÃO

A respiração feita de uma forma correta, consciente, deixa os músculos relaxados e alivia tensões desnecessárias na região do pescoço e ombros, ajudando na estabilização, principalmente da região lombo pélvica, em uma posição neutra da coluna.

A inspiração é feita pelo nariz, expandindo a caixa torácica para as laterais, fazendo um movimento tridimensional, facilitando assim a extensão da coluna.

A expiração é feita pela boca, com os lábios semi – cerrados, para ajudar na ativação abdominal, principalmente dos estabilizadores profundos do assoalho pélvico, havendo eficiente oxigenação sanguínea e melhor troca gasosa, facilitando a flexão da coluna.

A respiração consciente e feita corretamente, trás fluidez aos movimentos, resistência, maior capacidade pulmonar e maior consciência durante a execução dos exercícios.

POSICIONAMENTO DA PELVE

O correto posicionamento da pelve auxilia em diversas posições e fortalecimento da mesma e do abdômem.
Neutra: o púbis e EIAS, (cristas ilíacas), paralelas com o solo , ajudam manter a curvatura natural da lombar, sendo que o sacro deve estar bem distribuído no solo. Desta forma, a posição fica mais estável e segura com maior absorção de choque, maior ativação dos músculos profundos do abdômen, além de prevenir lesões na lombar e promover alivio de tensões dos músculos paravertebrais.

Imprint: é uma leve inclinação posterior da pelve, encostando a lomba no solo, pela ação dos oblíquos, assegurando a estabilização da pelve.

POSICIONAMENTO DA CAIXA TORÁCICA

O Correto posicionamento da caixa torácica, através da estabilização da pelve, permite maior estabilidade do corpo e liberdade de movimento, além de promover o alivio de tensões desnecessárias.

MOBILIZAÇÃO E ESTABILIZAÇÃO DAS ESCÁPULAS

As escápulas “descansam” sobre a caixa torácica. O alinhamento “ideal” será diferente para cada pessoa. Por conta de uma única inserção óssea as escápulas têm muita mobilidade. A estabilização é importante antes de cada exercício para prevenir lesões e desenvolver a consciência corporal. As escápulas são responsáveis pelos movimentos de protração , retração, elevação e depressão.

POSICIONAMENTO DA COLUNA CERVICAL E CABEÇA

A coluna cervical é composta por 7 vértebras formando uma curvatura convexa anterior e a cabeça, que por ser bem pesada, deve estar em equilíbrio entre os 2 ombros. O alinhamento da cabeça deve seguir entre esterno, coluna cervical, queixo e nariz.

A coluna cervical e a cabeça acompanham em equilíbrio os movimentos da coluna lombar e/ou torácica seja na flexão, extensão, rotação lateral e flexão lateral. Em qualquer movimento o foco do olhar é muito importante, pois afeta na organização doe qualquer princípio.

Aceno da cabeça: sensação de alongar a porção posterior do pescoço. Nesse exemplo o espaço que existe entre o queixo e o peito deve ser respeitado (distância mais ou menos de um punho).

CONCLUSÃO:

Os princípios básicos do Pilates , são responsáveis para uma execução ideal e melhor aproveitamento de toda a musculatura e movimento corpora, proporcionando assim melhor qualidade de vida e prevenindo lesões futuras.